Jumat, 11 September 2009

2º encontro Baiano de tatuadores

Olá amantes da arte!


No dia 09 de setembro, aconteceu o 2º encontro Baiano de tatuadores no bar Bumerangue no bairro do Rio Vermelho. Opa! Segundo encontro? Quer dizer vexame! Esperava muito mais desse evento...


Toda organização do evento me pareceu muito bem elaborada. Metal Tattoo é um dos presidentes da ACCTTB (Associação Cultural Cooperativa de Tatuadores e Tatuados do Brasil). A associação foi criada em 19 de abril de 2008 com o objetivo de trabalhar pelo fortalecimento, divulgação e reconhecimento das profissionais práticos tatuador , body piercing,e tatuados. O desabafo do Organizador do evento revelou a desunião entre os tatuadores da Bahia de modo geral. ... “Enquanto não nos unirmos, não conseguiremos nada”!


Muitos são os tatuadores renomados no nosso estado. Eles fazem trabalhos na pele parecer pinturas. São verdadeiras obras de arte. Porém, tais profissionais não conseguem entender que o envolvimento com a causa é prioridade para o sucesso. Metal, Bingha, Álvaro e alguns gatos pingados entendem e respeitam o oficio. Ao passo que a grande maioria ainda espera reconhecimento, deitados numa rede e bebendo água de côco. Agora sei por que baiano tem fama de preguiçoso. Eu sou Bahiano e posso falar mal de todos eles!


Mas pelo que me parece na prática, o que era para ser uma ferramenta de união entre os profissionais, com o objetivo de regulamentar a profissão ainda não consegui alcançar sua meta.


Vejamos: Tatuador é somente aquele cara que risca a pele do outro em troca de grana? Pois bem, o profissional tatuador precisa entender de tudo! Precisa ser empreendedor, ou seja, ter uma visão situacional do mercado. (aspectos geográficos, sociais, políticos-legais, tecnológicos, sócio-cultural, inter-pessoal...) O profissional tatuador deve comparecer em eventos, feiras, encontros... (Ou seja, ele cria uma cadeia de relacionamentos e ainda promove a manutenção da já existente) Além de obviamente ser ótimo no que faz, é claro.


Mas o que então aconteceu com o evento realizado em Salvador? Pois bem, existem Tatuadores e tatuadores. Se nós não nos responsabilizarmos e entendermos que a causa e a luta devem ser de todos. E que somente com organização poderemos ter a nossa profissão regulamentada, continuaremos sendo sempre conhecidos como: “o cara que tatua”. Achei muito interessante o posicionamento de Metal Tattoo, sobre a luta para se regulamentar a profissão. Existe um projeto em Brasília que precisa ser aprovado para que possamos ter os nossos direitos reconhecidos. É muito fácil ficarmos esperando que as coisas aconteçam. Acredito que se cada um fizer a sua parte, poderemos sair vitoriosos. A luta é de todos nós!


Eu sinceramente, assim como os membros da Associação de tatuadores da Bahia, iremos unir forças para que um dia sejamos reconhecidos como “profissional Tatuador”.


Que a força esteja com vocês
Abs,
Rodrigo Carvalho - Salvador

Tidak ada komentar:

Poskan Komentar