Senin, 01 Juni 2009

O “Q à mais” das convenções!

As convenções e exposições de tatuagens têm crescido muito nos últimos tempos. Estes eventos reúnem tatuadores de vários lugares diferentes com a finalidade de cada um mostrar seus talentos, trocar experiências, conhecer técnicas novas e é claro participar das competições. Ah, sim! As competições. Devo dizer que o tatuador (homens e mulheres) é um bicho muito estranho (ou não) eles ficam loucos, estressados, apertados em todos os sentidos. Apertados de tempo e de grana, correm o risco de serem sacaneados na hora do julgamento, ficam muitas vezes a base de sanduíches superfaturados e refrigerantes e quando menos eles esperam, passam por situações bizarras, tipo: homens e mulheres dividindo o mesmo banheiro. Acreditem, eu já presenciei isso. Ou voltar pro quarto do hotel para tatuar porque o local da convenção é muito quente e impraticável para tatuar. Mas mesmo com todas essas dificuldades e outras que não me recordo agora, eles estão lá, firmes e fortes. Sempre demonstrando o amor pela arte da Tattoo. Porque vamos combinar né, galera? Só com muito amor no coração para querer passar por tudo isso mais de uma vez ao ano.

A vontade de mostrar seus trabalhos, 99% das vezes obras primas, colocando-os para uma disputa, e serem contemplados com elogios e prêmios, não tem preço. Em convenções troca–se idéias, experiências, conhece-se pessoas de diferentes lugares e diferentes costumes, compartilha–se as próprias diferenças e costumes. E toda essa fuzarca e loucura frenética fazem com que as convenções tenham esse “Q à +” que viciam os tatuadores profissionais e visitantes. Eu que já participei como visitante e torcedora, sempre presenciei os preparativos pra convenção da maioria delas por conta da Mega Wartz, e sei bem do que estou falando. Os caras realmente desejam ser aquele polvo que eu tinha mencionado no texto anterior. Mas se viram com a condição de seres humanos destros (ah sim, ninguém lá na Mega é canhoto) para conceguir participar desses encontros de grandes artistas.

E esses encontros dos Picassos e Salvadores Dalís da tatuagem fazem valer a pena todas as dificuldades e perrengues encontrados no caminho.

Bárbara Sylvia - Mega Wartz

Bárbara Sylvia - barbara.sylvia@yahoo.com.br
Mega Wartz Tattoo - R. Joaquim Silva, 24 Lapa / R. do Riachuelo, 224, B. de Fátima / (21) 2509-4401 e 2221-9656

Tidak ada komentar:

Poskan Komentar