Sabtu, 30 Mei 2009

O Dragão na cultura oriental

O Dragão é presente em diversos sutras, livros sagrados da religião Budista. O animal mítico aparece no nome de um mestre indiano, Nagarjuna. Nos sânscrito Naga significa Dragão. Esta cultura foi absorvida pela China, onde Naga representa uma pessoa dotada de energia e muitas qualidades.

O Dragão, ou Naga guarda o Dharma, ou Darma, a base das práticas, filosofias e crenças indianas. Nas manhãs são cantados Sutras, registros dos ensinamentos orais de Buda Gautama, em oferenda à oito Reis-Dragões. Na cultura indiana o Dragão também representa a transformação. O Portal do Dragão é um bom exemplo, pois simboliza a entrada de um Monge Budista para um mosteiro.

No oceano ou grandes rios estão escondidos os Dragões-Azuis e os Dragões-Pretos. A missão destes Dragões é guardar preciosas pérolas ainda não manifestadas, guardadas fielmente entre as suas mandíbulas.

Já o Dragão-Voador encontrou o exato momento da iluminação e após muito praticar foi-lhe permitido aparecer para a humanidade. Este Dragão simboliza a realização.

Os Dragões muitas vezes são representados com chamas e nuvens que os guiam até os céus. As nuvens representam as dificuldades, conflitos e problemas que surgem durante a vida, mas que gera grande força necessárias à um legítimo Monge Budista. O nome Dragão-do-Céu é atribuído à muitos templos.

Se você gostou desta publicação, confira também Os Mistérios dos Dragões.

Tidak ada komentar:

Poskan Komentar