Selasa, 19 Agustus 2008

Os Dragões e seus Mistérios

INTRODUÇÃO


Desde os primórdios os dragões são estudados, entretanto, ainda carregam muitos mistério e despertam curiosidades no ser humano. No mundo da arte na pele, os dragões são venerados e muito requisitados entre os tatuados, sejam os dragões orientais ou dragões ocidentais. Neste estudo, você conhecerá as diferenças entre os dragões orientais e ocidentais, os diversos tipos de dragões, seus significados e costumes.

Para uma introdução mais completa, abordaremos ainda os locais do planeta habitaram os dragões e as principais diferenças entre os dragões e as serpentes marinhas.


HABITAT DOS DRAGÕES

Katoomba na Austrália

As belas Montanhas Azuis na Austrália apresenta uma neblina de tonalidade azul que transformam a paisagem da região ao pôr-do-sol. Há quem diga que tal neblina trata-se da fumaça liberada pelos Dragões Marsupiais Indígenas da Região.


O Castelo Drachenlager nos Alpes Alemães

Alguns Dragões Europeus que habitam as cavernas acima das árvores, por sua vez, optam pelos Alpes Remotos, sendo vistos muitas vezes pelo Castelo Drachenlager nos Alpes Alemães.



Montanha do Dragão no Tibete

O Dragão Tibetano passou boa parte de sua existência entre os Picos dos Himalaias. Havia como tradição entre os monges da região, a nomeação de um mestre de dragão com a função de manter a boa relação entre dragões visinhos.

Os Icebergs da Groelandia

Os Dragões do Gelo elegeram os Icebergs da Groelandia como o local ideal, para construirem seus covis e acompanharem o crescimento de suas crias. Foram eleitas estas regiões, pois os derivam naturalmente para o sul, assim, a distância de vôo durante a estação migratória fica reduzida.

Templo Hong Wei na China

Quatro dragões residiam no tempo de Hong Wei, situado em Fukien, província chinesa. Estes dragões tinham a responsabilidade de trazer chuvas e sorte às pessoas que moravam na região.



CLASSIFICAÇÃO DOS DRAGÕES


Planícies & Savanas

Serpente Alada: não possui patas e possui asas semelhantes a de uma traça.


Lindworm: Duas patas, não possui asas.


Florestas

Knucker: Quatro patas e asas vestigiais.


Selva

Serpente Emplumada Mexicana: Possui patas nas asas.


Desertos

Wyvern: Duas patas, grandes asas.


Montanhas

Dragão Europeu: Quatro patas, grandes asas, tom escuro.


Lung Asiático: Quatro patas, não possui asas, possui juba.


Dragão Tibetano: Quatro patas, não possui asas.


Regiões Árcticas


Dragões de Gelo: Quatro patas, asas bem desenvolvidas, tom claro.



SERPENTES MARINHAS


Muitas vezes chamadas de "dragões dos mares", as Serpentes Marinhas podem ser variações de lulas gigantes, baleias ou Leviatãs, porém, muitos estudiosos defendem que a evolução destas espécies não derivam dos dragões orientais ou ocidentais.






Principais diferenças entre Dragões e Serpentes Marinhas:

Serpentes

As serpentes marinhas são vistas no mar
São atraidas por embarcações de madeira
As serpentes marinhas não gardão tesouros
As serpentes marinhas não lançam chamas
As serpentes marinhas não voam

Dragões

São vistos em terra ou sobrevoando o mar
Os dragões podem são atraídos por tesouros
Os dragões podem guardam tesouros
Os dragões podem lançar chamas
Os dragões podem voam

Acredita-se que alguns dragões cospem fogo, devido ao seu poder de gerar gás metano em seu estômago. O gás metano permite que o dragão "flutue" como um balão. Conforme a evolução de suas cabeças, também evoluíam suas presas e seus órgãos responsáveis pela produção de veneno.


Desenhos de Dragões

Tidak ada komentar:

Poskan Komentar