Senin, 26 November 2007

Paulo Fernando - ENTREVISTA



Paulo Fernando, você está lançando no Brasil as Tintas Electric Ink. Conte-nos o que o levou a começar a fabricar estas tintas.

sempre gostei de fabricar e desenvolver qualquer coisa relacionada a tatuagem.

Fiz a minha primeira tattoo em Vitória no Espírito Santo com um tatuador chamado Tyrone, com a compania de meu pai que me levou e acompanhou a tattoo que era um pequeno cavalo marinho que fiz nas costas. A partir daí, construí minha primeira máquina com motor de carrinho de autorama, com 13 anos, com 14 anos já tinha uma feita de epilady. ( depilador elétrico) aos 16 havia reproduzido uma Spaulding Lightweight com a ajuda de uma amigo de minha família que era engenheiro, e já havia rabiscado as minhas duas canelas, um antebraço e já era apelidado de gibi pelos amigos da escola sempre testando as máquinas e tintas que achava. Dai a curiosidade por material de tattoo aflorava desde aquela época, principalmente porque a falta de produtos no mercado brasileiro nos levava a usar tintas de desenho e nanquim de varias cores, agulhas de costura e outras “gambiarras”. Acredito que esta carência ficou adormecida por alguns anos, durante o tempo que passei na faculdade, mas quando decidi me tornar um tatuador profissional e ter meu próprio estúdio, minha vontade de voltar a pesquisar, estudar e criar o meu próprio material, voltou a florescer, sendo que comecei a fabricar para mim mesmo , depois para amigos, depois amigos dos amigos e a coisa foi tomando um rumo no qual eu realmente não esperava que chegaria. Então acho que foi o destino que me levou a fazer o que faço hoje.

Sempre que ouvimos falar da Electric, ouvimos também falar da Unique. O que estas tintas tem em comum?

Os mesmos componentes, e a mesma forma de fabricação.

Como Você conheceu o Philip, fabricante das tintas Unique?

Isso é uma longa história.....

Vocês devem ser realmente grandes amigos já que ele te deu a fórmula de suas tintas. Que argumento você utilizou para convencê-lo a lhe dar a fórmula?
Quanto a amizade ele é um homem que admiro, e respeito, e que além de ter a minha amizade, terá a minha gratidão eterna. Na verdade eu não ganhei a formula, ele apenas me ensinou a pescar. Não deu o peixe pronto não. Tive que estudar e desenvolver a própria textura, e nuances de cor. Foi bastante estudo e força de vontade. Ele me ensinou apenas o básico e os caminhos a serem percorridos depois foram por minha conta.

Qual a maior diferença das tintas Electric Ink / Unique para as demais tintas do mercado?

As Unique e Electric Ink, são tintas a base dágua, ou seja, não contém polimeros, são de facil cicatrização e tem um resultado final mais brilhante, por carregarem maior quantidade de pigmentos em sua fórmula, mas sem deixarem de ser fluidas para facilitar a aplicação. e a experiência de mais de 25 anos no mercado de pigmentos de tatuagem.

A quanto tempo você vem desenvolvendo a Electric?

Bom, estudo sobre pigmentos a uns 5 anos mas com a Electric Ink mesmo a um ano e meio.

Quais as maiores dificuldades enfrentadas no processo de fabricação até agora para você?

O tempo de fabricação requer paciência, e a demanda do mercado foi grande desde o inicio da fabricação da tinta. Mas preferi manter a qualidade do que me prostituir e colocar no mercado uma quantidade enorme de pigmentos sem controle de qualidade que é exatamente o que eu não abro mão de ter.

As tintas Electric Ink possuem uma incontestável qualidade de cor. Existe algum cuidado especial para que o tatuador obtenha os melhores resultados ao aplicar?

Bom, principalmente durante os três primeiros meses, é imprescindível que a pele não seja de maneira alguma exposta a luz do sol. Quando digo de maneira alguma, estou falando sério. Pois a cicatrização total da pele leva ate três meses e neste processo a exposição ao sol de uma pele em regeneração seria bastante prejudicial, pra a própria pele em si. O brilho e qualidade das cores vai depender do cuidado que o cliente tem com sua tattoo no processo de cicatrização. A minha parte como fabricante de tintas é buscar o pigmento mais puro e resistente ao sol que se pode achar no mercado. Mas não depende só de mim, mas de uma conscientização por parte dos clientes e dos profissionais.

Qual a composição básica de suas tintas?

Água , humectante, conservante, estabilizante, pigmento.

Elas podem ser misturadas entre sí ou cortadas com diluente? Que diluente é recomendado para suas tintas?

Sim podem, são miscíveis entre sí com uma facilidade incrível, e pode ser utlilizada a glicerina 25 % com água destilada, 75% para “cortá-las “.

Sabemos que tintas para tatuagem nunca são totalmente seguras em relação à alergias ou complicações. Até que ponto o tatuador que utiliza suas tintas poderá ter tranqüilidade ao empregar a Electric nos seus procedimentos?

O uso dos pigmentos em todas as tintas que conheço são os mesmos, ou seja, mesma composição, somente mudando os fornecedores. Mas estou sempre buscando os melhores e mais puro pigmentos sem se importar com o custo, isso me ajuda a conseguir uma tinta de qualidade superior e inigualável perante as marcas existentes no mercado.

As tintas Electric Ink são fabricadas por você no Brasil, mas os pigmentos são importados. Como você pode manter um padrão de qualidade no processo de fabricação, garantindo que as tintas de um lote sejam as mesmas em lotes mais novos?

Usando sempre o mesmo fornecedor do pigmento, a tinta não tem como ser diferente devido ao controle na fabricação do mesmo.

Todos os pigmentos são escolhidos com muita atenção, depois testados, e a textura acertada. É a qualidade de cada pigmento que foi o quesito principal na escolha dos diferentes fornecedores, ou seja, acabei usando o que há de melhor de cada fabricante para conseguir as nuances que tenho hoje disponíveis, tendo agora somente que manter os mesmos fornecedores, e repetir o processo de fabricação.



Como empreendedor brasileiro, o que você acha da exploração do mercado nacional de pigmentos para tatuagem por terceiros que importam tintas de fora e embalam no país?

Realmente procuro fazer o meu trabalho e dar o melhor de mim em relação ao esforço para o aumento do nível da qualidade do produto nacional, isto inclui, pesquisa, investimento, pagamento integral de impostos, estar legalizado perante o Estado a Federação e todos os órgãos competentes a quem possa interessar. Acredito na seleção natural, tanto de um produto e sua qualidade, como das pessoas sérias que querem seguir os passos corretos visando não somente um lucro exorbitante, mas a contribuição social de um país que há muito está sendo explorado por povos do “1º mundo “ e o respeito ao profissional brasileiro que não tem as mesmas condições financeiras do que um profissional nos EUA ou nos paises da Europa, Japão, ETC...

Está havendo uma campanha para a regulamentação da tatuagem. No caso de uma regulamentação, você acha que o brasileiro dará maior atenção à indústria nacional ou continuará com a falsa impressão que o importado é melhor?

Acredito que será natural e em doses homeopáticas, a volta da confiança do profissional brasileiro nos produtos feitos aqui, principalmente pelo aumento de informação, e recursos, pois antigamente a falta de experiência na fabricação de materiais e os poucos recurso dos empreendedores da época causaram esta desconfiança. Não acho que foi proposital, mas acredito que foi cultural, pois a tatuagem no Brasil ainda é muito nova, em relação a antiga tradição de certos paises perante esta arte.

Já existe algum sistema de suporte ao consumidor como um SAC?

Sim. Damos todo o suporte e tiramos todas as dúvidas dos consumidores através do correio eletrônico.

Como funciona o pós venda da fábrica ao revendedor ou ao consumidor final dos seus produtos?

Está sendo criado um faq de perguntas e respostas mais freqüentes para os tatuadores, sendo que além disto, estou à disposição para tentar resolver todas as duvidas inerentes as Electric Ink.

Como serão comercializadas as tintas a partir de agora? Vocês irão vender diretamente ao consumidor ou apenas fornecer a distribuidores autorizados?

Realmente esta questão eu preciso estudar, pois o aumento da procura foi muito grande tomando meu tempo integralmente, me impedindo de realizar muitos dos meus objetivos na minha vida pessoal, e profissional., Mas creio que estarei lutando para que isso aconteça o mais breve possível, para que revendedores competentes possam facilitar o acesso do artista ao produto, aliando a qualidade inigualável, a um preço mais justo, que o praticado hoje por revendedores de produtos importados.

A política de preços praticada por você é bem agressiva. Por que os seus pigmentos são vendidos a preços abaixo dos pigmentos tradicionais encontrados no mercado?

Creio que não seja agressiva, só não é abusiva.

Qual a gama de cores das tintas e quais, na sua opinião, tem feito mais sucesso?

Até agora são 50 cores mas pretendo chegar a 70. Acredito que há possibilidades de se criar mais nuances dentro em breve. Sinceramente gosto de todas as cores.

A tatuagem, queiramos ou não, é preconceituosa com as pessoas de pele negra. A Electric Ink possui cores que se destacam bem em peles escuras?

O vermelho, laranja, e preto são cores que se destacam bem na pele negra. Mas as cores claras são mais dificeis de se destacarem, justamente pela maior quantidade de melanina que a pele negra tem em relação a ´peles mais claras

Boa parte dos pigmentos atualmente encontrados no mercado, possuem cores fortes quando aplicados mas com o passar do tempo tendem a escurecer, principalmente por causa da exposição ao sol. Os pigmentos Electric Ink possuem algum fator que dê mais durabilidade à tatuagem cicatrizada que se expõe ao sol?

A qualidade do pigmento usados .

Suas tintas estão sendo muito bem comentadas por tatuadores de peso como Maurício Teodoro, Mordenti, Carlos Cabral, Kabut, Cigano, entre muitos outros. O que significa para você este reconhecimento?

Não gostaria de entrar neste mérito pois acredito que o próprio produto é aceito por sua qualidade, e não quero usar a imagem de nenhum destes excelentes artistas senão a sua própria indicação pessoal, se acharem que mereço.... Respeito muito todos estes profissionais citados, então é claro que fico honrado, e isso me incentiva ainda mais a procurar sempre o melhor em tudo que me proponho a fazer.

Suas tintas já foram testadas por profissionais do exterior? Quais tatuadores e suas impressões sobre a Electric?

Sim, mas novamente não gostaria de citar nomes.

Existe alguma pretensão em estar lançando suas tintas no mercado externo?

Acho que é o próximo passo após a solidificação delas no mercado nacional.

Qual a reação da concorrência interna e externa em relação à sua entrada no mercado de pigmentos?

Já ouvi comentários de revendedores meus de que alguns revendedores de produtos importados tentavam difamar as Electric Ink , por uma brecha em relação a um equivoco ocorrido no lote 008 com a cor laranja, falando que todas as cores da mesma causava alergia em todos os clientes.

Mas acho que difamação é falta de competência, então não dou troco na mesma moeda, somente faço o meu trabalho com mais garra.

Suas considerações finais.

Creio piamente que um produto que é usado a mais de 25 anos nos Estados Unidos, Europa, Japão, Canadá, Suíça, e Austrália, como as Unique, sendo considerado um dos pigmentos mais seguros utilizados até hoje, veio para o brasil para ficar. Não importando o que seja necessário fazer para que seja reconhecido pelos órgãos competentes e pelos profissionais que se dispuserem a acreditar no meu trabalho e me derem uma chance de mostrar que nós brasileiros somos capazes de produzir algo legitimo e que não nos deixe reféns de produtos importados, muitas vezes sem procedência, nem qualidade e na maioria das vezes com preços exorbitantes.

Tidak ada komentar:

Poskan Komentar